quarta-feira, 31 de julho de 2013

Setransp e Guarda Municipal iniciam 'operação volta às aulas'

Uma ação de volta às aulas que faz parte do Programa de Humanização no Trânsito, da Secretaria Municipal de Transportes (Setransp), será  aplicada, pelo próprio órgão, na porta de oito escolas - municipais, estaduais e particulares - a partir desta quarta-feira (31).
Até 9 de agosto, cerca de dez funcionários da Setransp estarão na porta das escolas a partir de 11h45, horário de saída. Por meio de material educativo, os agentes abordarão questões como o estacionamento em local permitido, prevenção de filas duplas, travessia na faixa de pedestres e orientação sobre vans escolares tanto para os pais como para os próprios alunos.
A Emeb Professor Flavio D'angieri, no Anhangabaú, será a primeira escola a receber o projeto. Na quinta-feira (dia 1º) é a vez do Colégio Memorial, na Ponte São João, ser visitado pela equipe. Sexta-feira (2), o projeto visita a Emeb Pedro de Oliveira, na Vila Joana. A Setransp não divulgou quais escolas receberão o projeto a partir da próxima semana.

GM
Por nota, a Guarda Municipal de Jundiaí (GM) informou que as escolas estaduais em áreas periféricas terão prioridade nas rondas preventivas comunitárias, principalmente nos horários de entrada e saída de alunos. A GM explicou que a prioridade em atender algumas escolas neste semestre acontece devido ao maior número de chamadas e atendimentos durante os seis meses iniciais do ano, em comparação com outras escolas da cidade.
Atualmente, 32 guardas compõem a ronda escolar, divididos em dois turnos. A primeira equipe, composta por 16 guardas, inicia os trabalhos a partir das 6h30 e encerra as atividades às 15h. Na sequência, 14 guardas assumem e fazem rondas até 23h30. São oito viaturas na rua pelo período da manhã e sete na parte da tarde e noite.
A GM salientou, ainda, que são selecionados para o trabalho os guardas com perfil social e educativo. Antes do ingresso na ronda, os profissionais passam por aperfeiçoamento e capacitação de 80 horas, com aulas destinadas ao conhecimento e doutrina na atuação de policiamento comunitário escolar. 
 
Da reportagem local.
 
 

Homem de 70 anos é preso com caminhão roubado

O caminhão roubado foi recuperado
no dia seguinte ao furto. "Vovô" foi preso

"VOVÔ DO CRIME"


Um idoso de 70 anos foi preso na manhã desta terça-feira (30) após ser encontrado conduzindo um caminhão Mercedes roubado no dia anterior em Cajamar, em ação praticada por cinco homens, que mantiveram o motorista refém em um matagal por várias horas e o abandonaram em Jundiaí, a pé e sem diversos pertences.

José Niemaier Naus Filho, o ´vovô do crime´, foi detido pela Guarda Municipal, por volta das 6h30, e chegou a dar nome falso. Sua identidade somente foi descoberta na Delegacia de Investigações Gerais (DIG), para onde ele e o caminhão, carregado com duas toneladas de bambu para produção de varas de pesca, foram levados.

De acordo com o delegado Marcel Fehr, pesquisa no banco de dados da delegacia especializada apurou, além do verdadeiro nome do acusado, que ele já registrava nada menos que 60 antecedentes criminais, e que havia deixado a penitenciária de Piraju (SP) há cerca de 20 dias.


Geraldo Dias Netto, do JJ Regional

Foto - Divulgação Guarda Municipal
Fonte - Portal JJ - 31-07-2013

Túnel muda trânsito na região da Ponte São João e Centro

Trecho da Ferroviários, ao lado da obra,
será liberado em no máximo 15 dias; ainda
falta sinalização no local
O túnel que ligará o Centro à Ponte São João previsto para ser entregue no começo do ano que vem - mudará o trânsito da cidade. Com o fim da obra, está prevista a implementação de mão única no viaduto São João Baptista, do bairro ao Centro, além do prolongamento da rua Graff, na Vila Graff, até a Vila Liberdade.

Em no máximo 15 dias, a prefeitura irá liberar uma das mãos da avenida dos Ferroviários, interditada na altura da obra, o que deverá ajudar no fluxo de veículos no local. "Se não ampliarmos essa obra e fazermos ligações com outros bairros e pontos mais distantes, será um ´elefante branco´", disse o secretário de obras, Junior Aprillanti, que esteve nesta terça-feira (30) em visita ao local do túnel, obra mais cara em andamento na cidade e herdada da antiga gestão.

A mudança para mão única, no viaduto, deverá ocorrer com a inauguração do obra. Além disso, ele será revitalizado, com reforço em suas bases, pintura e novos corrimões. Com a nova configuração do trânsito nessa região, quem for do Centro à Ponte São João terá duas opções: descer a rua Engenheiro Monlevade, pegar um pequeno trecho da Ferroviários e entrar no túnel, à direita; ou, para quem vem pela Ferroviários, sentido Vila Arens, poderá entrar diretamente no túnel à esquerda e chegar ao bairro vizinho.

Inicialmente, a previsão de entrega do túnel era o fim do ano. Mas, segundo Aprillanti, imprevistos levaram a repensar a entrega, que ficará para o começo do ano que vem.


Rafael Amaral, do JJ Regional
 
foto - Caio Esteves
 
Noticias relacionadas:
 
 
 
 

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Partida termina em confusão antes do apito final

GM escolta árbitro, enquanto jogador
do Cruzeiro pede anulação
do último gol do Rui Barbosa
AMADOR

Prevista para começar às 10h20 de ontem, a partida entre Engordadouro e Ponte Preta, válida pela segunda rodada do campeonato Amador de Jundiaí, não aconteceu. Mas o motivo não envolvia nenhum dos dois times e, sim, a briga ocorrida no fim do jogo anterior, entre Rui Barbosa e Cruzeiro, disputado no campo do Centro Esportivo Romão de Souza, na Colônia. Faltando dois minutos para o fim do segundo tempo, o Cruzeiro empatou o jogo em 3 a 3 contra o Rui Barbosa. 

Com a bola no centro do campo para recomeçar a partida, Michel - atacante do Rui Barbosa - percebeu que o goleiro do Cruzeiro estava adiantado e chutou do meio do campo para o fundo da rede adversária, marcando o quarto gol da partida. O bandeira confirmou e o juiz validou o gol, mas, pela pressão gerada pelo time adversário, o árbitro voltou atrás.

Foi o suficiente para o tempo fechar. Uma equipe da Guarda Municipal de Jundiaí (GM), que acompanhava a partida, acionou reforço. Em menos de cinco minutos, seis viaturas da GM - além do Apoio Tático - estavam no local, sendo que os guardas precisaram escoltar o árbitro Sidney Rita até o vestiário. 

"Nosso papel é garantir a segurança e integridade dos jogadores e da torcida", disse o subinspetor Lambert, da GM. Diretor da equipe do Rui Barbosa, Valdemar Roque da Silva era um dos mais indignados com a situação. "Vou brigar pela vitória do meu time, o que o juiz fez não foi certo, voltou atrás em um lance que todos presenciaram ser um gol legal".

FIM DE JOGO
Mesmo sem apitar o fim da partida, não havia condições de o jogo continuar. Enquanto jogadores do Rui Barbosa e Cruzeiro debatiam e eram monitorados pelos guardas municipais, os jogadores da Ponte Preta e Engordadouro se aqueciam em campo.

Com a confirmação de que o juiz não voltaria para apitar o fim do segundo tempo e a segunda partida, a opção era ter o jogo da sequência arbitrado pelos dois bandeirinhas - um em cada metade do campo. Os diretores das equipes conversaram entre si e, por celular, com o presidente da Liga de Futebol Amador de Jundiaí, Antonio de Oliveira. A opção foi, então, cancelar a partida e adiá-la para o fim do campeonato. 

"No momento é o mais sensato, Ponte e Engordadouro são dois times que brigam pela ponta, assim será mais seguro", afirmou Edmar Robinson Cândido, presidente da Ponte Preta, equipe da Agapeama. Na tarde de ontem, por telefone, o presidente da Liga confirmou ao JJ Regional que o placar final ficou em 4 a 3 para a equipe do Rui Barbosa contra o Cruzeiro.

Conrado Guin, do JJ Regional

Foto - Rui Carlos


GM recupera carro e apreende drogas

Dois guardas municipais, acompanhados
do cão K9 Yan, encontraram drogas
Em diferentes atuações, na manhã de domingo (28), a Guarda Municipal de Jundiaí recuperou um carro roubado de uma família na Vila Hortolândia e apreendeu drogas vendidas por um adolescente no Jardim das Tulipas. No primeiro deles, os guardas municipais Gasparetto e Cristiano faziam rondas pela Vila Hortolândia, quando localizaram o veículo Meriva cinza a três quadras da casa de seu proprietário. 

O veículo havia sido roubado na noite da última sexta-feira, quando uma quadrilha formada por quatro homens surpreendeu uma família e roubou diversos itens de sua casa. Além do Meriva, os bandidos levaram produtos eletrônicos e um veículo Peugeot. A invasão dos criminosos ocorreu quando o engenheiro F.E.C., 38 anos, chegava em sua casa, por volta das 20h, e foi rendido no momento em que abriu o portão para entrar. 

A vítima percebeu que dois dos homens estavam com revólveres, um maior e outro menor. Além do engenheiro, estavam na casa sua mulher, dois filhos e a sogra. Em seguida, a família foi presa em um dos quartos enquanto a quadrilha roubava tudo o que podia carregar. Eles levaram celulares, televisão, impressora, computador e uma guitarra. Um se comportava como líder do grupo e outro usava uma máscara do filme "V de Vingança". O bando armado ficou na casa da família de 10 a 15 minutos. O carro encontrado foi devolvido ontem mesmo ao dono. 


O meriva recuperado
DROGAS
Horas depois, por volta das 14h, dois guardas do Canil, Rodrigo e Durval, se depararam com movimento suspeito no Jardim das Tulipas, nas proximidades de uma escola municipal. Pelo local, em ronda de rotina, os guardas repararam que um adolescente - de aproximadamente 17 anos, de camiseta e calça jeans - correu quando eles surgiram na rua Severino Bonandin. "Reparamos que o garoto não tinha nada nas mãos", contou o GM Rodrigo. 

Em seguida, os guardas colocaram o cão K9 Yan em ação, que passou a farejar todo o local em busca de possíveis entorpecentes e conseguiu encontrar, entre entulhos, 50 tubetes de cocaína, 25 porções de maconha e 15 tubetes com crack. A droga estava escondida dentro de um saco de arroz, parte estava em uma meia e tudo foi colocado embaixo de uma caixa de madeira. O garoto conseguiu fugir. A droga foi apresentada no Plantão Policial, na avenida 9 de Julho.


Da reportagem local


domingo, 28 de julho de 2013

3ª Força-tarefa contra os bondes aborda 95 pessoas neste domingo

Guardas Municipais de Caxias do Sul
Caxias do Sul (RS)

A força-tarefa organizada pela Brigada Militar, Secretaria de Segurança Pública e Proteção Social (SSPPS) - Guarda Municipal e Secretaria de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM) - Fiscalização de Trânsito, com o apoio do Conselho Tutelar e da Polícia Civil, abordou 95 pessoas neste domingo (28.07), dia de passe livre do Transporte Coletivo Urbano (TCU).

Nesta terceira ação (a primeira ocorreu em 26 de maio), trabalharam sete guardas municipais com duas viaturas, 21 policiais militares com seis viaturas e dois servidores da fiscalização de trânsito em motocicletas. 


A operação se concentrou nas paradas e nos ônibus do TCU na área central, nos parques dos Macaquinhos e Cinquentenário, nas praças Dante Alighieri e da Bandeira, no Largo de São Pelegrino, na rótula da Avenida São Leopoldo com a Perimetral Sul e no entorno do Monumento ao Imigrante, locais estes de grande concentração de pessoas.


Segundo o diretor-geral da SSPPS, José Francisco Barden da Rosa, "não houve prisões nem constatação de armas e entorpecentes nas pessoas abordadas neste domingo".


A força-tarefa, que continuará ocorrendo em dias de passe livre para inibir a ação dos bondes, foi organizada pelo Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M) depois dos fatos ocorridos no dia 1º de maio.


Assessoria de Imprensa - Prefeitura de Caxias

Foto Luis Chaves
Extraído do Facebook - 28-07-2013

sábado, 27 de julho de 2013

1ª Corrida da Guarda de Jundiaí 2013

A cidade de Jundiaí, novamente é contemplada com mais um grande evento de corrida de rua.  A  1º Corrida da Guarda de Jundiaí será no dia 24 de novembro de 2013, em comemoração ao 64º aniversário da Guarda Municipal, que desde então vem  servindo a população da cidade com maestria.

O local da concentração será na Avenida dos Ferroviários s/n ao lado do Hipermercado Extra.  São três distâncias, sendo que a caminhada será de 5 km, e corridas de 5km e 10km. O horário da largada especial será às 08h00, e a geral – 5km e 10km – às 08h05.

Premiação:
Corrida 5km:
Troféu para os 5 (cinco) Primeiros Atletas (Feminino e Masculino) na Categoria Geral

Corrida 10km:
Troféu e premiação para os 5 (cinco) Primeiros Atletas (Feminino e Masculino) na Categoria Geral

Troféu para os 3 (três) Primeiros Colocados (Feminino e Masculino) na Faixa Etária.

Premiação em espécie para os 5 (cinco) Primeiros Colocados, divididos da seguinte forma:
1ª    Colocado Sexos Feminino e Masculino     R$ 800,00
2ª    Colocado Sexos Feminino e Masculino     R$ 400,00
3ª    Colocado Sexos Feminino e Masculino     R$ 300,00
4ª    Colocado Sexos Feminino e Masculino     R$ 200,00
5ª    Colocado Sexos Feminino e Masculino     R$ 100,00

DIVULGAÇÃO


Festa dos Motoristas percorre principais avenidas

A Festa dos Motoristas, realizada amanhã,
contará com bênção de veículos
e distribuição de brindes
EM JUNDIAÍ

Cerca de oito mil veículos são esperadas na 44ª Festa dos Motoristas, promovida neste domingo (28) pelo Grupo JJ de Comunicação. A concentração do evento - em homenagem a São Cristóvão, santo padroeiro dos motoristas - ocorre nas primeiras horas da manhã, embaixo do viaduto da avenida Jundiaí.

Às 9h tem início a bênção dos veículos, feita pelo diácono Boanerges Rodrigues Camargo, em frente ao balcão de anúncios do Jornal de Jundiaí Regional, na avenida 9 de Julho. Dezenas de litros de água benta foram preparadas para abençoar carros, motos, caminhões e ônibus que passarem pelo local.

Logo depois tem início a carreata, que vai percorrer cerca de oito quilômetros. Os veículos seguem pela avenida 9 de Julho até a rotatória em frente ao JundiaíShopping, retorna e segue até a avenida Prefeito Luiz Latorre. Na via, a carreata continua até a churrascaria da Fazenda, onde os veículos fazem o retorno, voltando à 9 de Julho até o ponto inicial do evento. Por conta da festa, e por questões de segurança, a ciclofaixa não vai funcionar neste domingo.

Quem participar da Festa dos Motoristas vai receber diversos brindes, entre eles um lixo car, flanela, bloco de anotações e uma medalha de São Cristóvão. Este ano, a festa conta com o patrocínio da CCR AutoBAn, concessionária responsável pelo Sistema Anhanguera-Bandeirantes, e a empresa JBS Guindastes, parceira do evento há 10 anos.

Ambas levarão parte de suas frotas para a  avenida. A festa conta ainda com apoio da Sobam, que vai disponibilizar uma unidade de resgate. A Prefeitura de Jundiaí, por meio da Secretaria de Transportes e a Guarda Municipal, e o Corpo de Bombeiros também participam da tradicional Festa dos Motoristas.

REVISTA
JJ Regional publica no domingo uma revista especial sobre a Festa dos Motoristas, com 20 páginas. Nelas, o leitor pode encontrar toda a trajetória do evento, bem como seus patrocinadores e parceiros. A revista traz, ainda, uma enquete com principais pedidos dos motoristas para São Cristóvão. Outra matéria mostra os serviços que a CCR AutoBAn oferece, gratuitamente, aos caminhoneiros.

Cristiane Prezotto, do JJ Regional

Foto - Fabiano Maia


GM detém trio que assaltou dois comércios


FAZENDA GRANDE


A Guarda Municipal deteve três jovens que praticaram assaltos em dois estabelecimentos comerciais na região do bairro Fazenda Grande, nesta sexta (26), utilizando um simulacro de arma de fogo. Os acusados, incluindo um adolescente de 15 anos e outro de 17, foram pegos na Estrada Municipal do Varjão por GMs do Canil da corporação (inspetor Alceu e guardas Gasparetto e Cristiano). 

Eles ocupavam um veículo Corsa, na cor branca, onde foram encontrados diversos objetos roubados. Segundo o inspetor Alceu, responsável pelo Canil da GM, a informação do roubo a uma loja de roupas foi comunicada ao número 153, quando então os acusados passaram a ser procurados na região. Felipe de Carvalho Mendes, 18, dirigia o veículo. Ele tentou fugir ao avistar a viatura, mas foi pego junto com os outros jovens. 

No carro, os GMs encontraram blusas, camisetas, chinelos, celulares, tênis e bonés, todos com etiquetas, além de uma fonte de computadores, som para carro e 12 cartões telefônicos. De acordo com a Guarda Municipal, constatou-se no 5º DP, para onde o trio foi levado, que parte do material havia sido roubado de uma banca de jornal, invadida pelos acusados antes do assalto ao comércio de roupas. Os três, ainda segundo a GM, foram reconhecidos pelas vítimas.



Da reportagem local.



'Feirinha do Brás' gera revolta em comerciantes

Para dar apoio à fiscalização do comércio,
a GM esteve no local e impediu
a venda da feira
IVOTURUCAIA

Uma feira para vender roupas e produtos diversos, montada no bairro Ivoturucaia, em Jundiaí, gerou revolta nos comerciantes da Vila Real, em Várzea Paulista, na manhã de sexta (26). Chamada de "Feirinha do Brás", o evento trouxe diversos vendedores do bairro paulistano famoso por preços baixos e feiras realizadas durante a madrugada, as quais arrastam multidões. 

Devido à proximidade com Várzea, os comerciantes da cidade vizinha alegam que a feira atrapalharia suas vendas. Aberta às 8h, o evento montada em um terreno público durou até as 12h. A fiscalização do comércio, com apoio da Guarda Municipal, esteve no local e pediu o fechamento das barracas por falta de alvará.

"Nós pagamos aluguel, água, luz, temos nossos comércios abertos com dificuldade para depois virem comerciantes de fora e levar nossos clientes", reclamou um comerciante da Vila Real que não quis ter o nome revelado. "É uma feira feita de modo irregular, com produtos que nós compramos no Brás. A diferença é que eles vendem aqui pelo preço que pagamos lá, então, não há como concorrer."

Responsável por alugar a estrutura das barracas aos comerciantes do Brás, o organizador de eventos Flávio Medeiros, 45 anos, explicou que fez a feira em parceria com a associação de bairro do Ivoturucaia. Em troca do espaço, ele ajudaria na realização da festa das crianças, em outubro, cedendo a estrutura ao bairro e roupas às crianças. "A população do Ivoturucaia está revoltada com o fechamento do evento e promete fazer um abaixo-assinado pedindo o retorno da feira", contou Flávio. 

A Prefeitura de Jundiaí explicou que autuou os responsáveis pela feira e que fiscais do comércio estarão no local hoje e amanhã para verificar se novos negócios serão feitos ali. Os comerciantes não tiveram seus produtos apreendidos.

Rafael Amaral, do JJ Regional


Fotos - Alexandre Martins


quinta-feira, 25 de julho de 2013

Ladrões invadem UBS e estragam vacinas

Ladrões levaram computador e deixaram
rastro de destruição: prédio foi danificado
e vacinas, perdidas
Jardim Cica  

A UBS Pitangueiras, no Jardim Cica, amanheceu de portas fechadas nesta segunda-feira (22). A Unidade Básica de Saúde foi invadida durante o final de semana, teve seus equipamentos eletrônicos furtados e todo o estoque de vacinas perdido por causa de uma geladeira desligada. O atendimento foi retomado no final do dia, mas a Prefeitura de Jundiaí ainda não se manifestou sobre o prejuízo total aos cofres públicos.

Quando os funcionários chegaram para abrir a UBS, encontraram as portas com sinais de arrombamento e cadeiras reviradas. No interior do prédio viram que os ladrões levaram um computador, um microondas e pinças de curativo. Uma viatura da Guarda Municipal ficou no local durante toda a manhã e acompanhou os funcionários para o boletim de ocorrência (B.O.).

Daniela Damásio, enfermeira responsável pela UBS, disse que o atendimento de quase 100 pessoas foi prejudicado. "O grande movimento é de pessoas que precisam de curativos e medicamentos, como as vacinas. Alguns pacientes também perderam a consulta agendada para o período da manhã." A enfermeira informou que um novo lote de vacinas já havia sido solicitado à administração municipal e a expectativa é de que nesta terça-feira (23) o atendimento e fornecimento do material esteja normalizado.

Leonardo Formagin e Luciana Muller

Foto - Rui Carlos
Fonte - Portal JJ


                                                                                               
  

Com apenas 5 ambulâncias, Samu atende mais de 1,2 mil no mês

Ambulâncias são equipadas e
não faltam materiais para trabalhar;
mas o ideal, diz médico, seria um 6º veículo
O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Jundiaí possui cinco ambulâncias para atender toda a cidade e, para melhorar o serviço, sua direção pede um sexto veículo. Apenas em junho, suas ambulâncias fizeram 1.289 atendimentos, uma média de 42 a cada dia. Segundo o coordenador médico Mário Jorge Kodama, 29 anos, a direção do Samu faz, atualmente, um levantamento com dados estatísticos para pleitear um sexto veículo.

Dos cinco que rodam hoje, um é unidade avançada e os outros quatro são básicas. O sexto, se vier, deverá ser uma básica. Atualmente, o município alega que está dentro do que pede o Ministério da Saúde, com cinco veículos para a faixa de 351 mil a 700 mil habitantes. Após as 20h, uma unidade de suporte básica deixa de funcionar. A unidade avançada conta com médico, enfermeiro e condutor; a básica, com um técnico de enfermagem e um condutor.

ATENDIMENTO
Além de uma ambulância a mais, Kodama diz que uma nova base seria ideal para o Samu oferecer um serviço melhor, inclusive em outra localização - mais perto de avenidas de grande movimento e estradas. Outro problema enfrentado pelas equipes do Samu é o trânsito em horários de pico - de manhã e no fim da tarde -, quando uma vida está à espera em algum bairro distante da Ponte São João, onde se situa a base.

"A cidade tem 370 mil habitantes e, claro, haverá dias em que não seremos capazes de atender todos", diz Kodama. Em alguns casos, o Samu pede socorro ao Corpo de Bombeiros, que tem ajudado em  atendimentos. Questionado se alguém já perdeu a vida enquanto esperava pelo Samu, ele diz que isso pode ocorrer. "Cada minuto faz diferença em determinados tipos de atendimento."

Questionada sobre a possibilidade de uma nova base, a Prefeitura de Jundiaí disse que ela será viabilizada com o Samu Regional, projeto em trâmite no DRS 7 da Secretaria Estadual de Saúde, com os municípios envolvidos na Aglomeração Urbana. "O novo patamar deve ampliar a estrutura do sistema, que também vai ganhar unidades descentralizadas com os novos Pronto Atendimentos (UPAs)." 

Rafael Amaral, do JJ Regional

Foto - Alexandre Martins


sexta-feira, 19 de julho de 2013

Estatuto das Guardas Municipais


Senhores e Senhoras GM's de todo Brasil. Quem me conhece, sabe que sou defensor ferrenho de nossas instituições, venho a anos me deslocando pelo território nacional, ajudando os demais companheiros na divulgação de nossa classe, fazendo um papel muito importante na conscientização politica, sugerindo aos Prefeitos a constituir uma Guarda Municipal em seus municípios.
Já ouvi e assisti vários discursos, claro que muitos não passaram de balelas, e outros que davam um paço, mas logo à frente esbarravam nos lobistas das PM’s, que por muitas vezes faziam com que pessoas que realmente acreditavam em nossas instituições, definhassem, talvez até por não arrumarem apoio politico de suas bases, igual a este caso, PL 1332/2003, que se encontrava engavetado a uma década.
Depois do nosso saudoso "SENADOR ROMEU TUMA", autor da PEC 534/02 que também esta aprisionada nas mãos dos que por direito, tem que zelar pela segurança de seus eleitores, no ano subsequent...
e, precisamente em 2003, o Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá(São Paulo) nos apresenta mais uma alternativa, o PL 1332, que vem a dar mais ênfase em nossa profissionalização, o Deputado Arnaldo Faria de Sá, é oriundo de um estado que possui umas das Guardas Municipais mais antigas e bem estruturadas do Brasil, hoje, o povo paulista jamais admitiria que algum politico com cérebro de tico e teco, viessem a extinguir a Guarda Civil Metropolitana de São Paulo, pois ela é uma ferramenta indispensável no combate ao crime.
Hoje esta circulando na internet, esse vídeo do youtube , onde o Deputado Federal Fernando Francischini , da um banho na classe politica brasileira, não é atoa que ele é do Paraná, uma cidade de primeiro mundo, dentro de país de terceiro(minha opinião) foi o segundo politico que mais enalteceu nossa profissão , pode ser até que haja outros, mas não com tanta esperança em fazer com que esse PL seja sancionado por seus pares.
Assistam, é esperançoso, depois se direcionem a cada Deputado de suas localidades, e façam com assistam também, pode ser que eles venham a se espelhar e acabem motivados, e nos dêem também, o direito de defender a família brasileira.
 
Por - GM Torre de Cachoeirinha
Deputado federal Fernando Francischini (Paraná) explica o projeto de lei que vai regulamentar as Guardas Municipais de todo o Brasil. O relatório pela implementação da projeto, aprovado por unanimidade em duas Comissões da Câmara, é de autoria do deputado Francischini e deve cria o Estatuto Geral das Guardas Municipais.
 

GMs podem deixar distritos policiais

Comandante da GM José Roberto Ferraz: "
Foi regularizada uma situação que estava irregular

CORTE DE EXTRAS


Cedidos à Polícia Civil de Jundiaí por meio de um convênio firmado com a prefeitura em janeiro de 2002, oito guardas municipais que atuam à paisana em unidades policiais da cidade, auxiliando nos registros de termos circunstanciados e boletins de ocorrência, diligências e entregas de intimações, podem deixar os distritos e voltar a usar farda.

O motivo seria o corte de horas extras pagas pelo município aos agentes da GM e a outros funcionários públicos, resultante de medidas adotadas pela administração para enxugar os gastos e que já teriam economizado, nos primeiros cinco meses do ano, algo em torno de R$ 2,5 milhões, segundo o prefeito Pedro Bigardi.

Nesta semana, delegados das unidades nas quais os guardas municipais estão lotados, incluindo as delegacias especializadas DDM (Defesa da Mulher) e DIG (Investigações Gerais), receberam orientação do delegado seccional de Jundiaí, Ítalo Miranda Júnior, para expedição de ofício determinando a apresentação dos agentes na prefeitura, à disposição da Secretaria da Casa Civil, o que ocorreu segunda-feira (15).

O ato, que poria fim ao convênio renovado pelo seccional no final de 2012, seria uma forma de apoio aos GMs contra o corte das horas extras. Comandante da Guarda Municipal e delegado aposentado, José Roberto Ferraz declarou, nesta quarta-feira (17), à reportagem do JJ Regional que o corte partiu do setor de Recursos Humanos da prefeitura.

Ele comentou, ainda, sobre a existência de dispositivo legal no estatuto do funcionário público municipal que proíbe o pagamento de horas extras a tais profissionais quando cedidos a órgãos do Estado. "Foi regularizada uma situação que estava irregular, pela qual poderíamos ser responsabilizados pelo Tribunal de Contas", declarou Ferraz.


Geraldo Dias Netto, do JJ Regional 
 
 
 


quarta-feira, 17 de julho de 2013

Ladrão com bicicleta assalta mulher

AUTUADO

Guardas municipais de Jundiaí prenderam na avenida Antonio Frederico Ozanan, no começo da tarde de terça (16), um homem de 28 anos acusado de assaltar, de bicicleta, uma mulher na rua dos Bandeirantes, simulando estar armado. Segundo os guardas Robinson e Benedito, responsáveis pela prisão de Rodrigo Paulino Barci, o acusado se aproximou da vítima, que é moradora no local, e anunciou o assalto, exigindo pertences.

Fazendo ameaças após informar que estava armado, ele roubou um aparelho celular e R$ 200 em dinheiro, e fugiu logo em seguida, sendo encontrado algum tempo depois pelos GMs que foram informados do crime e iniciaram buscas na região à procura do criminoso. Barci, segundo a GM, estava na posse do celular e de apenas R$ 10 em dinheiro ao ser abordado. 

Ele negou que tivesse roubado valor maior do que o encontrado em seu poder e foi conduzido ao 1º DP, onde foi autuado em flagrante por roubo consumado. Ainda segundo a GM, o acusado já registra antecedentes criminais por roubo e estelionato. Ele foi recolhido ainda na tarde de ontem no Centro de Triagem de Jundiaí, na avenida 9 de Julho.

Fonte - Portal JJ - 17-07-2013


GM realiza 11 mil atendimentos no 1º semestre


Comandante Ferraz: “A GM está cada
 vez mais atuante no município”
A Guarda Municipal de Jundiaí realizou, no primeiro semestre de 2013, cerca de 11 mil atendimentos pela divisão operacional, que envolve ocorrências criminais e não criminais. Para o comandante da corporação, José Roberto Ferraz, o balanço é positivo e mostra que a GM está cada vez mais atuante e a serviço da população.

De janeiro a junho, foram quase 4 mil ligações recebidas por meio do telefone 153. Os chamados vão desde a comunicação de crimes até pedidos de auxílio da população. Além disso, foram quase mil rondas escolares matutinas e vespertinas, na rede municipal, estadual e em algumas escolas particulares do município.

Também foram quase 600 atendimentos feitos pelas equipes do Apoio Tático, principalmente na periferia de Jundiaí; e outros 600 feitos pelo o Canil, entre patrulhamento com cães no Centro, parques, escolas e outros próprios.

A instituição, com auxílio do sistema de câmeras da Central de Monitoramento, recuperou e apreendeu 78 veículos que haviam sido furtados ou roubados. Além disso, realizou ainda cerca de 40 autos de prisão em flagrante, envolvendo pessoas em prática criminosa, e apreendeu 6 quilos de entorpecentes.

Já com relação à proteção da Serra do Japi, a Divisão Florestal realizou 178 atendimentos relacionados a infrações ambientais diversas, como queimadas, incêndios, desmatamento, patrulhamento no interior da Serra, entre outras atividades.

Guarda Municipal realizou
11mil atendimentos em 6 meses
Cuidar da cidade
De acordo com o comandante Ferraz, a GM faz um atendimento supletivo ao das polícias Militar e Civil, e atua em situações de flagrante mediante a solicitações das vítimas ou de outros órgãos. A corporação, segundo ele, tem trabalhado com indicadores que permitem aprimorar o trabalho já realizado. “Assim podemos elaborar estratégias para melhorar ainda mais a segurança no município.”

O comandante destaca que a GM realiza um concurso público para contratação de novos guardas. A expectativa é contratar cerca de 200 novos guardas em 4 anos. “Além disso, de 2014 em diante, investiremos ainda mais em equipamentos.” A população pode procurar a Guarda Municipal de Jundiaí por meio do telefone 153.

Por Luana Dias
Fotos: fotógrafos – PMJ



Canil da GM de Jundiaí se apresenta para crianças

Controle e habilidade dos animais, além do alto nível de adestramento, fazem do Canil da Guarda Municipal de Jundiaí um dos mais respeitados de todo o Brasil. Além do trabalho de patrulhamento realizado pelos GMs com apoio dos cães, a GM também realiza apresentações para estudantes de escolas públicas e privadas da cidade.

Adestramento é considerado um dos melhores do País
Controle e habilidade dos animais, além do alto nível de adestramento, fazem do Canil da Guarda Municipal de Jundiaí um dos mais respeitados de todo o Brasil. Além do trabalho de patrulhamento realizado pelos GMs com apoio dos cães, a GM também realiza apresentações para estudantes de escolas públicas e privadas da cidade.

Nesta semana, por exemplo, o Canil recebeu alunos da escola infantil Maple Bear na sede da Guarda Municipal. As crianças, a maioria na faixa dos 6 anos, assistiram uma apresentação chamada ‘Show Dog’.

Os estudantes se encantaram com as brincadeiras que os guardas condutores demonstraram. Eles também demonstraram como é feita a abordagem de uma pessoa com a ajuda dos cães.

Crianças tiveram contato com os filhotes do Canil da GM
Um dos destaques foi o guarda municipal Rodrigo, que interagiu com os alunos utilizando a língua inglesa – faz parte do processo educacional da escola que todos os diálogos sejam feitos no idioma anglo-saxão.

O ponto alto do Show Dog foi a aproximação das crianças com os filhotes, em que todas tiveram a oportunidade de acariciar os animais.

A Guarda Municipal de Jundiaí trabalha 24 horas, todos os dias. Para contato da população, basta ligar para os telefones 153 ou (11) 4492-9090. A sede fica na avenida União dos Ferroviários, nº 1600, Centro de Jundiaí.

Crianças tiveram um dia diferente nas dependências da Guarda

Por Darlei Antônio
Fotos: Divulgação






Programa Educavi da GM atende mais de 2,4 mil só em 2013

Com ajuda de fantoches e palestras
interativas, GMs ensinam crianças
Mais de 2,4 mil alunos de 34 escolas da cidade participaram de palestras e ações realizadas pelo Educavi (Educação para Não Violência) neste primeiro semestre de 2013. Criado pela Guarda Municipal, o programa visa ampliar o relacionamento dos GMs com a população.

Os estudantes, com faixa etária de 6 anos, aprendem, por meio de palestras interativas e teatro de fantoches, a importância em valorizar a cidadania, sinalizando que a criminalidade e violência não geram futuros saudáveis.
“Hoje o foco é se preocupar com a proximidade da comunidade e não mais em ações estritamente ostensivas, que são características das polícias tradicionais, em que o atendimento se dava após a ocorrência do delito”, destacou o comandante da Guarda Municipal, delegado José Roberto Ferraz.

Segundo o comandante, para o segundo semestre deste ano, a meta da GM é alcançar 7,5 mil alunos. “Tendo em vista as políticas públicas atuais na área de segurança pública, o lema é educar a criança para não ser necessário punir o adulto”, lembrou Ferraz.

Os guardas municipais responsáveis por este trabalho também desenvolvem estas ações educativas em entidades sociais e empresas, atendendo todas as faixas etárias.

Os interessados em ter o Educavi como ferramenta na alfabetização podem entrar em contato pelo e-mail educavi.prevencao@yahoo.com.br. Para mais informações, o telefone da GM Jundiaí é o 4492-9090.

Por Darlei Antonio
Foto: Divulgação

Fonte - Prefeitura de Jundiaí


Divisão Florestal da GM realiza palestra para estudantes

GMs mostram a importância
da preservação ambiental
Os guardas municipais Carbonari e Almeida, da equipe da Divisão Florestal de Jundiaí, realizaram palestra no Colégio Degraus sobre a diversidade biológica da fauna, flora e recursos hídricos existentes na Serra do Japi.

Aproximadamente 50 crianças participaram do evento, que teve como objetivo mostrar o trabalho de proteção ambiental realizado pela Guarda Municipal de Jundiaí.
Além da conscientização sobre a importância da preservação dos recursos naturais, os guardas municipais, alertaram sobre os incêndios causados pela soltura de balões e como prejudicam o tráfego aéreo e o perigo das queimadas em áreas de preservação ambiental.

Por Darlei Antônio



GM faz seminário sobre segurança escolar (TV Educativa)

Assista ao vídeo:

Fonte - Site da Prefeitura de Jundiaí


GMs de Cabreúva são formados pela GM de Jundiaí

Guardas de Cabreúva passam por
aula prática na Serra do Japi
Para consolidar e fortalecer ainda mais os laços de amizade e colaboração entre as cidades participantes da Aglomeração Urbana de Jundiaí, a Guarda Municipal de Jundiaí conclui neste mês de junho a formação de 11 novos GMs de Cabreúva. O trabalho, realizado pela Coordenadoria de Instrução e Formação da Guarda jundiaiense, é feito por meio de um termo de cooperação entre os municípios.

Durante o curso, os novos integrantes adquiriram conhecimentos técnicos que os habilitaram na defesa pessoal, porte de equipamentos não letais e armas de fogo, compreendendo os limites legais ético-profissionais do uso da força para a preservação da vida humana – tudo conforme os princípios da legalidade, proporcionalidade e necessidade.

“O curso de Instrução e Formação tem por objetivo motivar e valorizar atitudes de cidadania, cooperação e respeito às leis, conscientizando o profissional no que diz respeito à diversidade que caracteriza nossa sociedade”, explicou José Roberto Ferraz, comandante da GM de Jundiaí.

Para o próximo semestre, está programada a formação de 30 novos guardas de Caieiras, consolidando cada vez mais a corporação de segurança municipal como centro referencial de formação e qualificação.

Meio Ambiente
Os GMs de Cabreúva também passaram por uma aula prática de campo, ao conhecerem a Serra do Japi. A jornada teve início na Base Ecológica e seguiu até o Posto Avançado 11.

Durante a caminhada, os novos GMs receberam instruções sobre Legislação Ambiental, noções sobre Fauna e Flora, combate a incêndios, caça ilegal, além de princípios de Educação Ambiental.

Por Darlei Antônio
Fotos: divulgação

Fonte - Site da Prefeitura de Jundiaí


terça-feira, 16 de julho de 2013

Regulamentação das Guardas Civis Municipais e aposentadoria especial.

Banner para divulgação

No dia 24 de julho, acontecerá no auditório da Ciesp em Jundiaí - SP, o ciclo estadual de seminários para  regulamentação das Guardas Civis Municipais e aposentadoria especial para os servidores da categoria.

Está sendo esperado um público recorde para o evento, pois trata-se de assuntos de extrema importância da categoria.

Foi confirmada a presença de várias autoridades, entre elas, a do deputado federal Vicente Paulo da Silva (Vicentinho).

O Sindicato dos Servidores Públicos de Jundiaí (SindSerjun), através de seu vice presidente, o Guarda Municipal Aparecido Luciani, convida a todas as Guardas Civis Municipais do Brasil para comparecerem ao evento.

Auditório da Ciesp - Av. Navarro de Andrade S/N - Jundiaí - SP, defronte ao Paço Municipal.

Maiores informações: (11) 4586 - 4571 - Sindicato dos Servidores Públicos de Jundiaí (SindSerjun) ou (11) 99906 - 5936 com GM Luciani.

Por - GM Perboni - 16-07-2013


segunda-feira, 15 de julho de 2013

Paulo Soares: o guardião da Serra

Paulo Vicente Soares , 52 anos,
subcomandante da Guarda Municipal de Jundiaí
ENTREVISTÃO

Quando Deus criou esse homem de estatura privilegiada não o fez por acaso. Certamente acreditava que assim teria uma visão panorâmica da Serra do Japi, área da qual se tornaria guardião. Seu desejo sempre foi o de se tornar um policial militar, mas ao vestir a farda de guarda municipal encontrou sua real vocação. Nos últimos 180 dias, o inspetor Paulo Vicente Soares tem se dedicado ao cargo de subcomandante da corporação, mas a "boca pequena" cresce os rumos de que sua foto deve, em breve, ocupar a galeria de comandantes. A reportagem do Jornal de Jundiaí Regional se antecipa e busca apresentar a população quem é esse homem que vive para e pela Guarda Municipal de Jundiaí.      

Jornal de Jundiaí - O senhor está sendo cotado para assumir a Guarda Municipal. Como recebe essa oportunidade?
Paulo Soares - Sempre digo que para mim são apenas especulações, mas é claro que se isso se concretizar será um desafio muito grande, uma responsabilidade imensurável, já que estamos falando de uma corporação de 63 anos de idade. Eu sempre fui levado a desafios e esse seria mais um na minha vida. Tudo o que eu fiz até hoje foi com empenho e dedicação. Só para exemplificar, quando eu fui convidado para assumir o cargo de subcomandante, pedi o afastamento da faculdade, onde ministrava aula. Isso para me dedicar a essa nova função de forma exclusiva. De qualquer forma, eu considero o comando da GM uma responsabilidade.

JJ - Como foi o seu ingresso na GM?
PS - Desde criança eu tinha a vontade de usar o uniforme. Na época foi exibido o filme ´Vigilante Rodoviário´, que me incentivou ainda mais a seguir essa carreira. Pela minha família, eu seria veterinário ou engenheiro agrônomo, mas eu sempre bati na tecla de que seguiria a carreira militar. Eu não servi o Exército, mas fui logo prestar concurso para a Polícia Militar (PM), com dificuldade, por não conhecer São Paulo. Fui reprovado no exame médico por ter 120 quilos. Enquanto aguardava para prestar um novo concurso na PM, concorri à GM, sendo aprovado. Enquanto aguardava o resultado, tentei um novo concurso da PM, em Campinas, mas fui simultaneamente selecionado para a GM. Na ocasião, ouvi muito as pessoas perguntarem, como eu, que sempre quis ser PM, poderia aceitar entrar para a GM, que nada mais é do que "guarda de jardim"? Mas eu sempre tive em mente que entraria na corporação como guarda, mas não permaneceria nesse cargo e galgaria outras funções. Hoje, eu faço o que sempre sonhei. Não me arrependo em momento algum. Durante minha carreira ainda tive o privilégio de trabalhar em todos os setores da Guarda, sendo inclusive responsável pela Divisão Florestal.

JJ - Aliás, a tua relação com a Serra do Japi vem de longa data. Conte-nos essa história.
PS - A Serra sempre foi a extensão do meu quintal, já que ali nasci e vivi, por 26 anos, no Sítio Santo Antônio, ao lado do Fazenda Grande, de onde se tinha uma visão completa da reserva ambiental. Me lembro que sempre perguntava para o meu pai o que tinha atrás daquele "morro" e ele me dizia que ali era a cidade de São Paulo. 

JJ - Qual a lembrança mais marcante daquela época?
PS - O que mais me lembro é da minha infância, quando os meus amigos moravam longe do sítio, me obrigando a ir a cavalo até a fazenda. Em tempo de férias, o filho do dono do sítio vinha de São Paulo e passou a ser o meu amigo. Inclusive minha mãe, como era cozinheira da família, me colocava no mesmo "chiqueirinho" que ele. Quando as férias terminavam, eu não tinha com quem brincar. Meu pai que costumava dizer que atrás do morro da Serra ficava São Paulo. Eu, na minha inocência, acreditava que se seguisse reto e atravessasse esse morro, encontraria meu amigo de férias. Mas a Serra sempre fez parte da minha vida.

JJ - Quanto que contribuiu no seu trabalho, o fato de conhecer a Serra?
PS - Não foi apenas o conhecimento da extensão da Serra, mas a bagagem que trouxe enquanto vivi no sítio e trabalhei com plantação, com os animais e até os incêndios que já existiam naquela época. Então, tudo o que eu aprendi na roça, com os meus pais, pude aplicar depois, com uma visão diferente no tocante à preservação da Serra. Além disso, cursei Técnica em Administração Rural, no Colégio Agrícola, o que igualmente contribuiu para o meu trabalho e para constatar o quanto a Serra do Japi é importante para nossa sobrevivência.

JJ - Nessa sua relação com a Serra alguma história te marcou?
PS - Mais do que fatos, tem pessoas que eu acabei conhecendo na Serra e que marcaram, como o conserveiro Aparecido (já falecido) com quem eu mantive uma relação de trabalho. Era uma pessoa simples, que nasceu na Serra do Japi e que contribuiu muito para os meus ensinamentos. Um caboclo que conhecia tudo. Já nas ocorrências de incêndio, quando não conseguíamos salvar os animais era muito frustrante.

JJ - Já que o senhor falou em incêndio, algum preocupou mais a corporação?
PS - Em 1994 houve um incêndio em que permanecemos dentro da Serra por dez dias. A proporção da área queimada foi grande, assim como a maneira com que o fogo se proliferou, aumentando ainda mais a proporção do incêndio. Na época, o comandante deslocou o efetivo da ronda para a Serra, onde membros da corporação, inclusive sem muita experiência, entraram em pânico, tendo que ser retirados do local. De fato existiu o risco da perda de vidas.

JJ - Como está a Serra hoje, uma época considerada crítica?
PS - Hoje, graças aos investimentos do governo Pedro Bigardi novos equipamentos foram adquiridos e o monitoramento se tornou mais fácil. Antes, a observação era feita nas torres, onde o risco era grande. Atualmente, por meio das câmaras de monitoramento daqui de baixo conseguimos monitorar. Quando eu iniciei era mais complicado porque não existia a conscientização das pessoas. Hoje, as viaturas que utilizamos permitem o deslocamento rápido de modo a encontrar um foco pequeno que pode ser combatido de forma mais eficiente.

JJ - Com toda a sua experiência, como o senhor define a função de um GM?
PS - Inúmeras: temos a função Canil, Anjos da Guarda (Ronda Escolar), guarda do patrimônio e todas são de igual relevância. Enquanto uma equipe busca preservar a Serra, os Anjos da Guarda garantem a segurança das nossas crianças e o reforço tático mantém a segurança nas ruas. 

JJ - De um modo geral, houve alguma ocorrência que marcou a sua trajetória na GM?
PS - Durante esses 26 anos de corporação passamos por diferentes ocorrências, mas uma nunca mais vou esquecer: ao ser solicitado por uma instituição de caridade para ministrar uma palestra para crianças especiais, levamos os assistidos para visitar a Serra e ao chegar ao Posto Avançado 11 tivemos que decidir: ou levaríamos todos, inclusive os cadeirantes, ou seguiríamos adiante somente com os que conseguiam se locomover. Ficou decidido que ou iriam todos juntos ou ninguém iria. Proporcionar aquele momento para as crianças foi a maior felicidade que experimentamos. Foi uma lição de vida perceber que aquelas crianças deram o valor que a Serra merece e que nem sempre acontece com as pessoas que têm saúde. 

JJ - Qual a marca registrada da GM?
PS - Embora uniformizada e armada, a GM possui um caráter civil. A proximidade dos guardas com a população nos coloca de forma igualitária e permite o trabalho comunitário. Eu costumo dizer para o meu pessoal que entramos na Guarda por escolha própria, não porque alguém nos convidou para o cargo. Por isso, eu defendo que é preciso desempenhar da melhor maneira o nosso papel, para que nossa passagem não seja em vão. Imagina viver 30 anos em uma corporação como o Guarda Municipal de Jundiaí e não deixar nada para as gerações seguintes. 

JJ - Quem te inspirou na GM?
PS - Não apenas profissional, mas para dar continuidade aos meus estudos, sempre ouvia coronel Benevides (Claudio Corrêa de Sá, ex-comandante da GM) dizendo que "quem anda para trás é caranguejo e quem fica parado é poste". A forma e a inteligência dele acabaram me incentivando a retomar os estudos. Outra pessoa que igualmente me inspirou foi o Ferraz (José Roberto, atual comandante da GM), um amigo de colégio, sempre tivemos os caminhos se cruzando e, assim como Benevides, sempre me estimula a buscar outras oportunidades, deixando de lado o perfil daquele garoto de sítio, que também possui a sua importância, mas que já não faz mais parte do presente. Enfim, seguindo o conselho de ambos, sacrifiquei minha vida, minha família, quase não pude acompanhar o crescimento dos meus dois filhos, mas com o apoio da minha esposa conclui meus estudos e passei de aluno a professor de faculdade (até o início de 2013, ministrou aulas no curso de Técnico em Gestão de Segurança Privada).
 
JJ - O que é a GM na sua vida?
PS - Sempre digo para minha esposa que tudo o que conquistamos, todos os sonhos realizados, foram graças a todas as oportunidades que tive dentro da GM.

Márcia Mazzei, do JJ Regional

Fotos - Fabiano Maia
Fonte - Portal JJ - 15-07-2013



Vila Hortolândia sofre com o sistema de transportes

Horários de ônibus, número de linhas e cobertura
dos pontos são problemas que usuários enfrentam

JJ NOS BAIRROS


O Terminal Vila Hortolândia, do Sistema Integrado de Transporte Urbano (Situ) fica em um ponto estratégico da cidade e atende a usuários de várias regiões de Jundiaí. Quem chega ou vai para o Distrito Industrial,  Jardim Tulipas, Vila Marlene, Jardim Novo Horizonte, Colônia, Eloy Chaves e Jundiaí-Mirim passa pelo local. Segundo os usuários do transporte coletivo, o número de linhas e os horários dos ônibus não são suficientes para atender à demanda da população.

O estudante Vitor Kobo Sinzato, 16 anos, por exemplo, desistiu de pegar ônibus do transporte público para ir para o estágio. "Optei pelo fretado porque o ônibus de linha estava sempre lotado". Segundo a cabeleireira Cristiane Santos Tomé, a grande quantidade de usuários e o número limitado de veículos fazem com que, nos horários de pico, o terminal fique saturado. "Acaba uma fila e começa outra no mesmo lugar e a gente não sabe ao certo onde ficar. Vira bagunça", diz.

Veja vídeo da TV JJ

Confira cobertura completa do jornal nos bairros

A conservação do terminal é outro ponto fraco apontado pela população. "O terminal é muito velho e tem um monte de banco e catraca quebrados", assegura Gleiciene Santos Lima. "A manutenção do terminal deveria ser melhor e frequente", avalia Cassiano Ricardo. A falta de um posto do Acessa Jundiaí também é lembrada pelos usuários. "Tenho que ir até o Terminal Cecap para usar o serviço de inclusão digital, sendo que o Terminal Hortolândia é mais perto da minha casa. Por que aqui não tem o serviço?", questiona Maria Dolores Delgado.

A administração municipal não informou se pretende instalar um posto do acessa Jundiaí no Terminal Hortolândia. Em relação à manutenção do local, a Secretaria de Transportes diz que "vem trabalhando junto com as secretarias de Obras e Serviços Públicos na elaboração de um plano de recuperação e manutenção dos terminais."

Se dentro do terminal os problemas são muitos, fora a situação não é diferente. Quem precisa pegar ônibus urbano dentro da Vila Hortolândia reclama da demora entre as linhas e da falta de estrutura dos pontos. "São poucas as linhas que passam dentro da ´vila´ e a gente fica mais de 20 minutos no ponto esperando. E quando chega vem lotado. Já aconteceu de o ônibus passar e eu não conseguir entrar", conta a cozinheira Valdirene Henrique.

Cristiane Prezotto, do JJ Regional

Fotos - Murilo Borçal
Fonte - Portal JJ - 15-07-2013

Guarda apreende 3,4 mil mídias piratas

Homem foi detido pela GM e
confessou que comprava o produto na Capital

HORTOLÂNDIA

A Guarda Municipal apreendeu 3,4 mil DVDs e CDs na manhã de domingo (14) na Vila Hortolândia, em uma praça, após receber uma denúncia de que um homem fazia a comercialização de produtos piratas em frente a um supermercado do bairro. Com as características físicas do denunciado, chegaram ao local e realmente confirmaram a venda dos produtos.

Ao ver a presença dos guardas, o dono dos produtos tentou fugir, mas terminou detido com duas caixas de DVDs e CDs e qualificado em boletim de ocorrência feito no Plantão Policial. Questionado, o averiguado disse que comprava os produtos piratas em São Paulo por R$ 0,80 cada e revendia, aqui, quatro itens a R$ 10. Também na manhã de ontem, a Polícia Militar apreendeu mais mil mídias piratas em um carro com documento atrasado, no Jardim da Fonte.

Da reportagem local.

Fonte - Portal JJ - 15-07-2013





GMs entram em confronto com moradores

Bomba estourou ao lado da perna de Mariana,
que ficou machucada. Carro da Guarda foi apedrejado

JARDIM SALES


A Guarda Municipal de Jundiaí entrou em confronto com moradores do bairro Jardim Sales, na manhã de domingo (14), após fazer uma abordagem em um morador local, o separador Ailton Batista Carnauba, 28 anos, detido e levado ao Plantão Policial. A abordagem gerou revolta em moradores da rua Augusto Maia ouvidos pela reportagem, pois, segundo eles, a guarda teria tratado o rapaz de forma truculenta e o algemado.

O fato fez com que diversas pessoas cercassem a viatura Blazer da Guarda, depredada durante o confronto. Houve briga. Moradores e guardas ficaram machucados. Segundo o guarda Wiler Gonçalves da Silva, sua unidade estava no local após receber a informação de que um possível veículo produto de furto estaria no bairro, um Siena Preto.

O guarda diz que chegou a avistar um carro semelhante pouco antes da confusão, mas não foi possível conferir sua placa. De acordo com Wiler, Ailton teria parado na frente da viatura, impedindo sua passagem, o que fez com que os guardas fizessem a abordagem no separador. Além de Ailton, seu irmão William de Souza, 24, e o primo Murilo Castro Fruchi, 18, também foram detidos. Todos aparecem na ocorrência como "averiguados". A versão dos moradores ouvidos no Plantão Policial, contudo, é diferente da versão dos guardas.

Segundo a operadora Mariana Dantas Domeneghetti, 29, o filho de Ailton estava com ele na calçada e correu para a rua, o que fez com que o pai corresse atrás, momento em que parou na frente da viatura e gerou a ação dos guardas no bairro. Quando a população viu tal ação, de acordo com Mariana, ficou revoltada e foi em direção à viatura.

Cercadas, as autoridades pediram ajuda a outras viaturas e, segundo Mariana, mais de 100 pessoas do bairro tentaram ajudar os três moradores detidos no caso. A Guarda usou bombas de efeito moral e bala de borracha para tentar espantar as pessoas de perto da viatura - que terminou depredada, com pauladas e pedradas. Ninguém foi preso.

Da reportagem local

Fonte - Portal JJ - 15-07-2013

sábado, 13 de julho de 2013

Acusado de furto é detido pela GM

CAIXA DE FERRAMENTAS

Guardas municipais de uma viatura de Apoio Tático (Willer, Saulo e Mori) prenderam na tarde de sexta-feira (12) um homem de 27 anos pelo furto em um comércio na rua dos Bandeirantes. De acordo com a GM, Ivo Carlos Zacarias furtou uma caixa de ferramentas e foi detido após fugir em direção à avenida União dos Ferroviários.
Próximo ao viaduto da Vila Rio Branco, os guardas o reconheceram pelas características informadas durante a comunicação do crime e fizeram a abordagem, conduzindo-o em seguida ao 1º DP, onde foi autuado em flagrante. A caixa, com 33 ferramentas, foi apreendida e devolvida ao estabelecimento.

Fonte - Portal JJ - 13-07-2013


sexta-feira, 12 de julho de 2013

Nos bastidores, nomes já são 'reorganizados

O inspetor Soares,
subcomandante, seria o substituto
SEGURANÇA


Uma das novas pastas a serem criadas na gestão do prefeito Pedro Bigardi (PCdoB) - a Secretaria de Segurança Pública de Jundiaí, como prevê o Programa de Metas 2013/2016 - deve ter o nome do comandante da Guarda Municipal (GM), José Roberto Ferraz, à sua frente. Embora o próprio não confirme o convite e a prefeitura não oficialize a escolha do secretário à imprensa, nos bastidores, informações circulam sobre a possibilidade. Subcomandante da GM desde fevereiro deste ano, o inspetor Paulo Vicente Soares assumiria, então, o posto de Ferraz e já estaria sendo treinado tecnicamente para a substituição. 
Com anos de experiência na GM, o inspetor Soares também não confirma a "reorganização" de cargos e prefere não comentar ´especulações´. "Não há nada oficial", diz. Soares continua responsável pela Divisão Florestal da GM e proteção da Serra do Japi, onde atua há 14 anos e, por trabalhos, que já o deixaram conhecido.
O secretário da Casa Civil de Jundiaí, José Carlos Pires, nega que o inspetor já esteja em treinamento para assumir o comando da GM. "Não há nada disso. Ainda não discutimos nomes e a decisão será do prefeito", informa. Segundo ele, a criação da Secretaria de Segurança Pública é confirmada, mas ainda está em estudo e sua execução pode acontecer tanto neste semestre como só no próximo ano. "Não há data definida na agenda. Vamos estudar juridicamente e depois politicamente."
Além desta nova pasta, duas secretarias devem ser criadas na gestão Bigardi, a de Esportes, com projeto pronto, e a de Meio Ambiente, também em estudo, segundo Zeca. "Não é por orçamento, mas por questões burocráticas. Vamos por partes. Temos que remanejar a Secretaria da Casa Civil que responde pela segurança hoje.

Foto - Alexandre Martins
Fonte - Portal JJ - 11-07-2013




__________________________________________________

PELA ORDEM - 12-06

OPINIÃO

Muitos de olho A Secretaria de Segurança Pública, prometida desde a época de campanha eleitoral no ano passado, é alvo de muitos olhares. Além do nome especulado do comandante da Guarda Municipal, José Roberto Ferraz, há outras autoridades, inclusive que já estão na política, com interesse sobre o comando da pasta. Há quem já não esteja mais no meio político que também gostaria de ser nomeado com o novo título.

Reuniões - A cada 15 dias, secretários da gestão do prefeito de Jundiaí, Pedro Bigardi (PCdoB), se reúnem com o secretário da Casa Civil, Zeca Pires, para solicitar demandas e discutir questões gerais. Os encontros acontecem sempre na quinta-feira. Ontem, durante a tarde toda, Zeca esteve fechado com os secretários e disse à reportagem que apenas tratou de assuntos cotidianos.

GM em economia - Preocupado com resultados técnicos, como informou ao JJ Regional, o comandante da Guarda Municipal, José Roberto Ferraz, espera implementar projetos de atuação mais ampla do efetivo da GM neste ano. Para isso, segundo ele, na sede da entidade se economiza até em cafezinho e também em telefonemas. "Tudo pode ser substituído por investimentos em novos projetos", disse.

Esportes - Diferente das Secretarias de Segurança Pública e do Meio Ambiente, que ainda estão em estudo, segundo a prefeitura, a criação da Secretaria de Esportes já tem projeto de lei pronto, o qual deve ser enviado à Câmara de Jundiaí após o recesso em julho. O projeto deve ser, portanto, apreciado no segundo semestre. Por já ser uma secretaria adjunta, a nova pasta continua sob o comando de Cristiano Lopes

Trem Regional - A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) apresenta ao mercado hoje as conclusões do projeto funcional do Trem Regional São Paulo - Sorocaba. O projeto faz parte de um programa do governo paulista de retomar o transporte de passageiros sobre trilhos. Com investimentos de R$ 18,5 bilhões, será construída uma malha férrea interligando também as regiões de Santos e Jundiaí à capital paulista. 

Mais economia - A economia chegou também até a Guarda Municipal de Itupeva. Segundo informou o boletim da Prefeitura de Itupeva, no final de junho, vereadores da Câmara Municipal doaram um cheque de R$ 60 mil à GM para aquisição de uma nova viatura destinada ao patrulhamento de bairros periféricos. A doação, contudo, só foi possível pela ´economia´ feita, nos últimos meses, entre os próprios vereadores, segundo o texto.

Fonte - Portal JJ - 12-06-2013